19 de out de 2016

Resenha: O navio das noivas

Não existe coisa melhor que ganhar presentes, né? Ainda mais se forem livros! Eu não conhecia O navio das noivas até ganhá-lo de presente de aniversário da Day <3 Esse já um motivo para ele ser bastante especial, rs. E como eu não poderia deixar de compartilhar com vocês, hoje eu trouxe uma resenha! Vem aqui conhecer mais sobre esse livro!

Bom, eu só tinha lido da Jojo Moyes os livros Como eu era antes de você e Depois de você (e confesso que ainda não me recuperei do final do primeiro, rs).  Admito que no início a leitura é meio lenta, não me prendeu imediatamente, mas quando você vai lendo começa a se apaixonar por pelo menos um dos personagens, pois é certeza que um deles vai te cativar ou te deixar curioso, você vai torcer por um final feliz para todos.

A maior parte da história se passa após o fim da 2º Guerra Mundial, quando as esposas de militares ingleses que estavam em serviço no exterior começaram a ser levadas para a Inglaterra ao encontro de seus maridos. Mais de 600 noivas australianas embarcam no porta-aviões HMS Victorious, com a companhia de mais de mil marinheiros, munição e dezenove aeronaves, em busca do reencontro com os amores da sua vida, os homens por quem se apaixonaram e se casaram. O navio não tem o luxo que elas esperavam, mas mesmo em meio a centenas de desconhecidos, elas carregam uma enorme fé de que ao chegarem em seu destino, encontrarão a felicidade. Mas muita coisa acontece durante este trajeto.

Temos 4 protagonistas: Margaret, a menina do interior grávida já no fim da gestação e alegre; Avice, uma moça da alta sociedade, mimada e egoísta ; Jean, que é apenas uma adolescente que apesar de parecer "atirada", o que era inaceitável na época, é completamente inocente, ingênua e sincera; e Frances, uma enfermeira super discreta, que não gosta de atenção e guarda um dos maiores segredos do livro (que inclusive, sem spoilers, é um fardo enorme que ela carrega e o motivo que faz só querer recomeçar). Destacam-se também o Almirante Highfield e o Fuzileiro Naval Nicol.

Elas dividem o mesmo quarto, no começo isso é meio complicado, pois as 4 são bem diferentes, mas aos poucos você começa a conhecer um pouco mais da história de cada uma e ao mesmo tempo elas próprias se conhecem melhor e as amizades começam a surgir. Conhecemos suas histórias, seus medos e segredos, sabemos como cada uma delas veio parar ali, quem são seus maridos e o que desejam para o futuro.

Conforme os dias vão passando, a rotina no navio é bem diferente. Existem atividades e aulas que as ajudarão as mulheres a adaptar-se a nova vida. Sem falar que as mulheres não poderiam manter contato com os tribulantes - marinheiros - e a comunicação com a família demorava a chegar, ou chegava com notícias que podiam abalar algumas das noivas. O navio das noivas vai além da ficção e apresenta trechos reais retirados de revistas e diários da época, o que também é muito interessante.

Bom, não posso falar muito mais sobre a história, porquê senão vou acabar enchendo esse post de spoilers, rs. Mas como eu já falei,  não tem como você não se apegar aos personagens. Jojo tem o talento de sempre fazer com que você sinta seu coração na mão. Foi impossível não sentir algumas lágrimas em vários momentos da história. O desfecho é de partir o coração de muitas formas. Enfim, é uma história que merece ser lida. Se você já conhecia o livro ou ficou interessadx nele, me fala nos comentários!

5 de out de 2016

6 Canais de youtubers negras que você precisa conhecer!


O youtube é uma das maiores plataformas de entretenimento atualmente. Muitas pessoas conquistaram a tão sonhada fama, o sucesso profissional, e várias outras oportunidades nesse meio. Porém, ao passear pelos maiores canais, percebe-se que a grande maioria é de pessoas brancas. Uma série de fatores fazem com que os negros não estejam nessa plataforma. A gente não consegue representatividade pela lógica racista da sociedade, que insiste em desvalorizar negros e negras, como se estes não tivessem capacidade ou talento para tal coisa. E representatividade é uma coisa muito importante sim! Por isso, trouxe hoje 6 canais  de youtubers negros que falam sobre diversos assuntos, para que vocês possam conhecer. Por mais representatividade!
  • Camila Nunes: Conheci a Camila através da Bianca Andrade, do Boca Rosa, quando elas lançaram um curso de maquiagem em pele negra. Ela criou o blog e o canal para compartilhar dicas de maquiagem para meninas de pele negra.


  • Apenas Ana- sou uma grande admiradora da Ana Lídia! Ela é linda, fofa, simpática, e já inspirou diversas meninas, inclusive eu, a se amarem do jeito que são. Ela traz diversas dicas super legais para as cacheadas/crespas, já que ela ajudou várias meninas a passarem pela transição capilar, mostrando a  sua própria transição. 


  • Preta Pariu -  “Aqui vou compartilhar um pouco da minha vida de mulher negra, feminista, mãe de 4 crias lindas, que luta todos os dias para empoderar a mulher negra para que assim possamos ter esperança de uma sociedade mais humana. Como mãe defendo uma maternagem consciente e sobretudo me oriento ao combate a todo tipo de opressão”. Essa é a descrição do canal da Sá Ollebar, que já explica tudo, né? Lá ela aborda questões acerca da mulher negra, moda, beleza,maternidade, conhecimento e claro que questões raciais e feminismo.


  • DePretas- a Gabi é incrível! Ela consegue tratar temas polêmicos com um bom humor enorme, os vídeos dela parecem uma conversa entre amigas. “Os dois motivos principais para começar o canal foram: representatividade e construção de novas narrativas. Eu, uma mulher negra de pele escura e com cabelos crespos, cresci sem me ver e ainda continuava não me vendo, já que mesmo no YouTube ainda é difícil encontrar mulheres no meu perfil. Por isso, achei importante entrar nesse universo para servir de inspiração para outras meninas. O segundo motivo surgiu pela minha inquietação de ver assuntos importantes sobre relações étnicas e raciais restritos às discussões acadêmicas”, explica Gabi.


  • Afros e Afins-  A Nataly é uma estudante de ciências sociais, superestilosa, militante negra e feminista. No canal ela aborda temas importantes como a estética negra, colorismo, moda consciente, empoderamento, e outros assuntos sérios, mas de forma super didática, além de ensinar a comprar roupas em brechós, por exemplo.


  • As Tavares- Irlaine e Marcelly são duas irmãs se uniram e criaram um canal no youtube a fim de compartilhar dicas de auto maquiagem em pele negra. Uma marca das duas é diversidade de visuais, elas utilizam o método lace wig quando querem mudar o cabelo, e provam que não existe isso de "negra não pode usar tal cor".

Espero que tenham gostado do post, e entendam a importância da representatividade e como o racismo é presente em muitas ocasiões. Se gostou do post, me diz nos comentários, que trago mais do tipo! Beijos! 

3 de out de 2016

Dicas de fotografia


Uma das minhas maiores paixões é a fotografia! Adoro tirar foto de tudo, em qualquer dia, qualquer momento, de qualquer coisa haha. Por gostar tanto, sempre quis melhorar minhas fotos, e para isso já passei tardes e tardes pesquisando técnicas ou truques que me ajudassem a evoluir na fotografia. Algumas coisas aprendi pesquisando, outras descobri sozinha, e cada dia ainda busco aprender mais. E outra coisa que gosto, é transmitir o que sei para meus amigos, por isso, a Day deu a ideia e eu resolvi dar algumas dicas que sei a vocês! Bom, vamos às dicas, e espero que gostem!
  • Luz natural.
Quem costuma pesquisar ou ler sobre esse assunto já deve estar cansado de ver isso, mas a luz natural ajuda muito na fotografia! Primeiramente, porquê melhora a qualidade da imagem, já que o celular ou a câmera não vai precisar clareá-la, e consequentemente não vai deixar aquele efeito granulado. Outra vantagem, é que você pode "brincar" com essa luz e provocar diversos efeitos. Os melhores horários para fotografar com iluminação natural são a manhã, depois do amanhecer, e a tarde, um pouco antes do pôr do sol. Em ambientes internos, fotografe sempre perto de uma janela ou outra coisa que proporcione essa iluminação. Como exemplo, a foto da linda da Beatriz Ludwig. A primeira foto foi tirada a noite, usando apenas luz de uma lâmpada. A segunda, foi tirada a tarde, com luz natural, em uma sacada. Viram como faz diferença?
  • Fundo branco.
Se você vai tirar fotos de produtos ou objetos, ou até mesmo de pessoas, o fundo branco ajuda muito a dar um ar de "profissional". Ele facilita que quem vai ver a foto se concentre no objeto que está em foco, deixa a foto mais simples, sem muita informação. Exemplo:
  • Busque inspirações.
Precisamos da inspiração certa para fazer qualquer coisa, não só fotografar, perfeitamente. Por isso, sempre que estiver sem ideias, abuse de redes sociais como o WeHeartIt, Pinterest, Tumblr, Instagram, Google, e busque nelas estilos de fotos parecidos com o que você quer. Ouça também músicas, leia livros, veja revista, qualquer coisa que te inspire. Mas uma coisa importante: inspiração é diferente de cópia! Observe a foto que encontrou, se inspire nela, mas reproduza de forma diferente, coloque sua personalidade na foto.
  • Observe ao seu redor.
Essa é uma das coisas que eu gosto na arte de fotografar. Ela me faz observar todos os detalhes que normalmente nem prestaria atenção, e ainda me faz ver beleza neles. Por isso, observe tudo que está ao seu redor, tudo pode virar uma foto linda e diferente, basta imaginar.
  • Abuse da criatividade.
Use ângulos diferentes, faça poses que nunca usou, organize os objetos de forma diferente, tudo até achar a melhor forma. Para e pensa nas fotos suas que você mais gosta. Provavelmente, elas são bem diferentes das que você normalmente tira, né? O diferente ou o original, é sempre mais legal, inove! 
Fonte: E aí, beleza?
  • Edição/ aplicativos.
Abuse dos aplicativos, exagere ou não, tudo depende do que você quer passar com a foto. Você pode corrigir somente iluminação, contraste, ou o mais básico, mas também pode disfarçar imperfeições, fazer maquiagem, retirar objetos que não gostou na foto, e até montagens surreais. Basta praticar muito e abusar dos vários aplicativos que existem por aí. Se quiserem, posso fazer um post falando os melhores aplicativos na minha opinião. Ah, e esses dois igs ensinam diversas edições e dicas de aplicativos super legais, vale a pena conferir: @dicaslabelas e @editarpraacalmar.
  • Limpe a câmera do celular.
Se você fotografa com o celular, essa é uma dica muito importante.  A gente não larga do coitado do celular nunca, né? rs Ele fica no bolso, na cama, na mesa, na mão, na orelha para fazer uma ligação, e a câmera pode ficar suja por vários fatores. Isso pode diminuir a qualidade da foto, dificultar o foco, e atrapalhar muito seu trabalho, além de deixar a foto ruim. Foto da Ana Paula antes e depois de limpar a câmera:
  • Preste atenção no cenário.
Antes de apertar o botão, ou clicar, sei lá, rs, observe bem. Não adianta nada você fazer uma pose linda, estar super arrumada, digna de desfile de moda, divando com a cara da sociedade haha, mas tirar a foto com um balde de lixo derrubado no chão e um lugar imundo atrás de você. Preste muita atenção no cenário da foto, ele pode estragar completamente uma foto que teria tudo para ser linda.

Bom, essas são algumas dicas que me ajudam muito, espero que vocês tenham gostado! E se quiserem mais posts aqui sobre fotografia, selfie, inspirações ou aplicativos, é só pedir nos comentários! Não sei tanto, mas adoro ensinar o pouco que sei!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dois Jeitos de Ser - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Daiane Santos ¬ Vitória Alves.
Tecnologia do Blogger.